Ortopedia Pediátrica

A especialidade

Atendimento clínico e cirúrgico para crianças e adolescentes

A ortopedia pediátrica é a especialidade responsável pelo acompanhamento e tratamento de alterações congênitas, dos distúrbios músculo-esqueléticos que surgem com o crescimento e das lesões traumáticas na criança, como fraturas e entorses. As doenças ortopédicas na infância e adolescência possuem especificidades distintas daquelas que acometem os adultos. Ao contrário de outras subespecialidades da ortopedia, a ortopedia pediátrica não foca em apenas uma articulação, mas sim em todo o esqueleto imaturo.

O atendimento realizado na Clínica Poggiali é coordenado pelo Dr. Pedro Poggiali e se baseia na avaliação, acompanhamento e tratamento de recém nascidos, bebês, crianças e adolescentes com distúrbios ortopédicos. As cirurgias são realizadas nos hospitais da Rede Mater Dei e na Santa Casa BH. Os atendimentos de urgência também podem ser realizados pelo Dr. Pedro nos pronto-socorros da Rede Mater Dei.

Ortopedia pediátrica

Quando procurar

A avaliação ortopédica deve ser realizada quando a criança se queixar de alguma dor, apresentar alterações músculo-esqueléticas, como assimetrias nos membros, no formato das mãos, dos pés ou das pernas, alterações da marcha, como mancar ou andar na ponta dos pés. O acompanhamento regular com o ortopedista pediátrico é recomendado também para pacientes com doenças neuromusculares, como paralisia cerebral e mielomeningocele. Em pacientes saudáveis e assintomáticos, a consulta ortopédica de rotina é importante no início da marcha e na pré-adolescência, ou sempre quando recomendada pelo pediatra da criança.

Doenças mais comuns

Os problemas ortopédicos são comuns desde o nascimento, como o pé torto congênito, a displasia de quadril, o torcicolo congênito e as más formações dos membros, como polidactilia e sindactilia. Com o crescimento podem surgir alterações como joelho varo ou valgo, diferença no comprimento dos membros inferiores, dores do crescimento, escoliose e outras lesões típicas do esqueleto imaturo. As fraturas são comuns em qualquer faixa etária, mas variam de acordo a idade e tipo de atividade que a criança se envolve.

Médicos

Faça o agendamento para uma consulta online com o médico de sua preferência